SOU DESSAS

Como-deletar-da-esquerda-para-direita-no-Mac

“Tantos amigos. Tantos lugares. Tantas frases e livros e sentidos. Tantas pessoas novas. Indo. Vindo. Tenho só um mundo pela frente. E olhe pra ele. Olhe o mundo! É tão pequeno diante de tudo o que sinto. Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa. Mas agora, com sua licença. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama”.

Caio Fernando Abreu

Eu sou dessas que acaba amizade no Facebook. Sim, eu deixo de ser amiga porque não sou novela para que acompanhem os capítulos da minha vida. Sou dessas porque fui criada sabendo que temos que dar valor às amizades. Não gosto de coleguismos e companheirismos baratos. Os meus amigos, aqueles de verdade, me são caros. A estas pessoas, eu tenho todo o respeito e admiração do mundo e não preciso ficar alardeando que são meus amigos, eles sabem disso. Sou do tempo em que amigos se apoiam, se ajudam e, principalmente, se respeitam. Não tenho amigos que me tratem mal, que gritem comigo ou que me desrespeitem. Desses, eu faço questão de passar longe. Sou do tipo que devolve exatamente o que recebe. Se me jogarem flores, colherão um jardim, mas se me jogarem pedras, devolverei uma pedreira. Não me sinto obrigada a gostar de ninguém, não tenho o dever de sorrir para quem não gosto, não dou abertura para pessoas falsas e não levo desaforo, nenhum, para casa. Então, não insista, não force a barra, não interprete à sua maneira. Seu eu não gosto, não faço segredo, porque não me sinto impelida a tentar ser algo que não sou e não perco tempo com quem não me soma nada. Sou dessas que não fazem “teatro” para que gostem de mim. E, sim, sou dessas que desfazem amizades no Facebook.

Anúncios